Desenvolvedor de Ashes fala da polêmica do DX12

Hoje, no Fórum Overclockers.net, um dos desenvolvedores de Ashes of Singularity postou alguns comentários sobre a controvérsia entre o desempenho de AMD e NVIDIA em DX 12 (leia mais aqui). Ele fez questão de deixar claro que a NVIDIA está mais próxima que a AMD do desenvolvedor, falou do melhor desempenho das GPUs GCN e o porquê disso, do não “boicote” à NVIDIA por parte da desenvolvedora e da perspectiva dos consoles sobre o que vem ocorrendo.

Segundo o desenvolvedor da Oxide Games, sua empresa tem sido mais acionada pela NVIDIA no último semestre, mesmo considerando o contrato da mesma com a AMD. Neste sentido, ele simplesmente expõe não entender porque cogitam um boicote, já que os contatos com a empresa verde são mantidos até com mais frequência que com a empresa vermelha. Diz ele: “A NVIDIA foi na realidade um colaborador muito mais ativo neste trimestre a julgar pela quantidade de e-mails trocados e pelas checagens de código”

Além disso, ele claramente declara que pode se inferir que a AMD está mais voltada ao DX12 por estar fechando contratos com mais games que irão suportar o novo DirectX, apesar de a NVIDIA estar fechada com a Unreal Engine - que tem suporte para a nova API, está sendo usada em diversos games por vir e tem integração ao Gameworks. Essa vantagem das GPUs GCN da empresa de Lisa Su dá-se pelo fato de a AMD ter escolhido colocar em suas arquiteturas mais recentes, a computação assíncrona. Se quiser entender o que é computação assíncrona, clique aqui.

Ademais, reitera que o boicote cogitado nas mídias sociais à NVIDIA não tem fundamento e explica o que ocorreu com o game em placas da mesma. Segundo ele: “Curiosamente, seus drivers apontavam que haveria suporte para computação assíncrona, mas ao tentar usar o recurso nos deparamos com um desastre sem precedentes em performance e conformidade, portanto nós os desligamos no hardware da NVIDIA”.

Por fim, ele faz uma referência a alguns jogos que já usam certos recursos assíncronos e outros em desenvolvimento que poderão usar computação assíncrona nos consoles (como Rise of the Tomb Raider, clique aqui para saber mais) já que há relatórios que apontam um aumento de performance de 30% nas GPUs de console somente por conta do uso de computação assíncrona. Se nos consoles, o desenvolvedor está começando a usar esse tipo de recurso, não demorará muito para chegar aos PCs.

O que resta para nós donos de hardware ainda é esperar. Todos os envolvidos na controvérsia já fizeram suas declarações e sem nenhum outro jogo para utilizar como parâmetro, realmente ainda não podemos confirmar que as AMD GCN vão ter inevitáveis ganhos em DX12 em todos os jogos, mas isso já é um sinal extremamente positivo. Nas próximas semanas, um patch do Game ARK deve ser lançado com a opção para jogar em DX12 e, assim, poderemos ter uma nova rodada de discussões sobre o assunto e talvez chegar a algo mais conclusivo. Porém, só mesmo quando lançarem games AAA, como Tomb Raider, Gears of War, Killer Instinct que saberemos o verdadeiro poder de cada GPU em DX12. De qualquer maneira, a AMD já está de parabéns por conseguir, já neste momento um escalonamento excelente em DX12.

Eis aqui, toda a postagem do desenvolvedor no fórum.

Fique ligado para mais informações.

#XboxOne #Playstation #PC