Vulkan com 89% a mais de FPS em cima do OpenGL

A API Vulkan é, assim como o DirectX 12 da Microsoft e o Mantle da AMD, uma API de baixo nível (para saber o que é API de baixo nível, clique aqui). Porém, seu diferencial é que além de ter todas as capacidades que uma API de baixo nível poderia ter para atender a demanda dos desenvolvedores hoje, ela é open source ou de código aberto e é crossplatform (serve em todas as plataformas). Logo, toda a comunidade de desenvolvedores pode trabalhar em cima dela. Mas a boa notícia hoje, fica por conta dos benchmarks que compararam a referida API com o OpenGL.


O desempenho da API Vulkan em Stardust conseguiu gerar nada mais, nada menos que um ganho de 89% em frames por segundo que uma mesma placa + processador conseguiram gerar em Open GL, nas mesmas condições.

Isso se deu predominantemente porque o teste é uma análise através de um "constrained TDP Scenario". Em outras palavras, é endereçado ao sistema de CPU / GPU, um envelope de energia térmica e esse conjunto tem que fazer o gerenciamento de forma eficaz o suficiente para entregar o máximo de performance que puder. Evidentemente, se o CPU consome muito do TDP permitido, a GPU não vai conseguir ter a performance tão boa e portanto os FPS vão sofrer as consequências.

O que ocorre de fato é que a carga sobre a CPU é drasticamente reduzida, graças à maior autonomia concedida a GPU, que também reduz sua energia. O que sobra de energia de GPU é utilizado para gerar mais FPS. Você mesmo pode perceber ao comparar o uso de CPU (CPU LOAD) e FPS nas imagens com selo OPENGL e VULKAN.

Bonito, não?

Para mais discussões sobre isso, não se esqueça de entrar no nosso grupo no Facebook, clicando aqui


#PC