• Marcus Sarmanho H. Marques

Eficiência energética de PCs Gamers

Um estudo publicado no Jornal Energy Efficiency demonstrou que simplesmente o consumo de energia dos PC Gamers é muito grande e que com apenas alguns ajustes de gerenciamento de energia economizaria uma cifra de 18 bilhões de dólares por ano no mundo todo até 2020.

Sim, sabe-se que PC gamers consomem muito mais que PCs desktop regulares, notebooks e até consoles. O estudo mostra que os PC Gamers são apenas 2,5% dos equipamentos baseados em PC (os consoles estão no meio) enquanto que usam 21% da energia (75twh/ano que equivalem a 10 bilhões de dólares). Acrescenta que o número de pessoas usando configurações high end está aumentando. Foi estimado que um computador para jogos comum com monitor consome cerca de 6 vezes mais que um PC não gamer e 10 vezes mais que os consoles. Qual a solução? Componentes mais eficientes. Claro que, os componentes de PC tendem a ser mais eficientes conforme o tempo vai passando. Mas a equipe do estudo fez testes em hardware de diversos tipos com algumas alterações e viu-se que se a performance fosse minimamente reduzida, já haveria um excelente ganho em economia de energia.

Adicionalmente, o estudo critica a falta de um marco regulatório neste sentido. Tirando as especificações 80plus de PSUs (Fontes de energia), tudo que se tem para regular o consumo eficiente ou não de energia é meramente liberalidade do fabricante do produto, em outras palavras, por voluntariedade do mesmo. Segundo Mills, que coordena o estudo, "possibilitar análises de energia aprimoradas bem como que o consumidor tenha a chance de tomar uma decisão baseada nesse quesito, metodologias padronizadas deveriam ser desenvolvidas com mais rigor com fazendo benchmarks consistentementee normalizando o uso e pico de energia dos computadores e jogos específicos".

Equanto Mills declara que pode ser difícil achar números sobre eficiência, há locais que lhe dão todos os detalhes. A PC Part Picker vincula os requisitos de energia em cada componente específico, por exemplo, auxiliando você a escolher uma fonte razoável para sua máquina.

Dito isso, a informação de uma maneira geral deveria estar mais disponível para leitura. Se considerar que boa parte das pessoas que querem um PC High End montam os seus PCs por conta própria, Mills destaca que as fabricantes teriam a chance de deixar seus compradores escolherem componentes com mais eficiência com um pouco de pesquisa.

Ele ainda adiciona que há políticas propostas para eletrodomésticos e consoles que poderiam ser aplicados nos PCs Gamers. Mills conclui que a eficiência nos componentes melhoram pelo tempo, mas precisamos de políticas que garantam que estejamos cientes disso.

E você? Usa fontes online para considerar a eficiência de energia de sua máquina enquanto planeja montá-la de forma que alcance o PC mais top e mais eficiente possível?!


EndFragment

#PC