• Gamevicio.com

NVIDIA atrás na corrida pela VR

StartFragmentParece que depois de toda a polêmica em torno da VRAM da GPU 970, há uma nova história que assombra a NVIDIA. Como já relatado, as GPUs da NVIDIA são realmente fracas em cenários de computação assíncrona. E de acordo com alguns funcionários da Oculus, a preempção de mudança de contexto é possivelmente catastrófica para as GPUs da NVIDIA.


Mas em primeiro lugar, o que é preempção?

Preempção permite tarefas com uma prioridade mais alta (que pode ser ajustado manualmente ou automaticamente) para serem processadas primeiro, e as tarefas menos sensíveis com o tempo serão forçados a esperar até que o trabalho seja concluído. As placas gráficas lidam com isso pelo uso de troca de contexto, no entanto, em DX11 a troca de contexto pode causar uma série de tempo ocioso (devido a série de processamento da API). É aí que Async Compute/ Shading vem para salvar o dia. Como tem sido apontado pela AMD, Async Compute/ Shading pode contrariar a latência introduzida por preempção na troca de contexto intercalando essas tarefas em múltiplos threads para encurtar o tempo de renderização global. Agora, como o analista de Microprocessador, David Kanter, disse, alguns funcionários da Oculus disseram-lhe que o melhor apoio a preempção para trocas de contexto foi com a AMD, de longe, a Intel foi bem e NVIDIA possivelmente catastrófica (01:21:00 no vídeo abaixo). David Kanter acrescentou:

(Retraduzido pelo PC Facts)

David concluiu que agora NVIDIA vai - mais provavelmente - melhorar este suporte com a Pascal. Ainda assim, temos que dar crédito a AMD por oferecer mais placas de vídeo à prova de futuro para seus clientes, apesar das GPUs da NVIDIA serem, sem dúvida, mais rápidas sob DX11.EndFragment

  • "A NVIDIA é muito aberta e honesta sobre isso e sobre a questão de como se preparar para Oculus Rift: 'você tem que ser super cuidadoso, porque você pode perder um limite de quadros porque a preempção não tem particularmente baixa latência".

  • "E, novamente, isto não é como se fosse uma má decisão por parte da NVIDIA. É, você sabe, isso é exatamente o que fazia sentido. Preempção não foi algo que foi super importante quando o chip foi projetado e adicionado o suporte à API... não havia muita importância para seu investimento".

#PC