• Marcus Sarmanho

AMD confirma: HBM liberada para NVIDIA

Sabe-se publicamente que a nova série de placas de vídeo da NVIDIA a serem lançadas em 2016 com o chip Pascal seriam com memórias HBM V2. Entretanto, uma enchurrada de rumores na internet indicavam o contrário. Um deles dizia que a AMD estaria tendo contrato de exclusividade com a Hynix para ter acesso aos chips de memória HBM. Se isso fosse verdade, como a NVIDIA poderia ter HBM V2 na série Pascal?

Daí por diante, os rumores só aumentaram. Houve até quem dissesse que a NVIDIA retornaria seu projeto para GDDR5. Mas a AMD fez questão de encerrar os rumores. Vejam o que disse um dos representantes da AMD:


“A AMD não está interessada em coletar qualquer royalty sobre as HBM". Disse Iain Bristow, um dos porta voz da AMD. “Estamos ativamente encorajando a adoção em massa de tudo relacionado à tecnologia HBM nas Radeon R9 Fury e não há nenhuma licença associada a isso"


Como sempre, a AMD opta por atuar de maneira a liberar tudo com o que trabalha. Uma conduta empresarialmente louvável do ponto de vista da evolução do hardware / software e até do mercado como um todo. Mas até que ponto essa postura de entregar toda sua tecnologia de ponta e todo o foco de seus investimentos de graça para o concorrente vai ser benéfica para a empresa dos códigos abertos?