AMD em parceria com jogos DX12 segundo R. Hallock

"Você vai descobrir que a grande maioria dos títulos DX12 em 2015/2016 estão em parceria com a AMD. O Mantle contribuiu muito para os desenvolvedores trabalharem com uma API de baixo nível, os consoles usam AMD e APIs de baixo nível, e agora essas sementes estão dando frutos."

Esse foi o pequeno texto que Robert Hallock da AMD escreveu no Reddit. E como tudo que pessoas influentes em empresas como a AMD e NVIDIA postam, ganhou grande repercussão. As inferências que podem ser feitas deste pequeno trecho são muitas, dentre as quais, citamos algumas.

Primeiro que jogos em DirectX 12 obviamente estão fechados contratualmente com a AMD. Mas isso significa que terão necessariamente performance melhor em AMD ou será que serão otimizados para todas as plataformas?! Se formos averiguar historicamente, a AMD não tem a política de "sabotar" o desempenho em placas da rival. Entretanto, a AMD nunca esteve tão espremida pela NVIDIA, que detém hoje 80% da fatia do mercado de dGPUs. A AMD tem na mão a oportunidade de criar uma "exclusividade" para conseguir combater de igual para igual com a NVIDIA. Claro que se os jogos DX12 fossem otimizados para ambas as marcas, estaríamos no cenário ideal no presente, mas o uso que a NVIDIA poderia fazer de suas exclusividades representaria um risco maior ainda à empresa de Hallock.

Outro detalhe importante do texto é a fundamental importância do Mantle. Quem o utilizou foi a DICE em BF4 por exemplo. Daí podemos dizer que a FrostBite (engine da DICE) pode ser uma engine usada em DX12 para os futuros jogos e que a DICE (ou até a EA Games) poderia estar em parceria com a AMD. Star Wars Battlefront pode estar na mira da AMD para 2015 ainda...

E por último, a questão de a AMD estar nos consoles next gen pode significar que as desenvolvedoras (que em sua grande maioria mantém seu foco maior nos consoles que nos PCs) tenham mais interesse em selar parcerias futuras com a AMD por causa dos consoles e acabem criando ports melhores para PCs AMD.

Nada disso é nem deve ser tido como certo. Primeiro que isso tudo foi tirado de duas frases de um representante da AMD no mercado. Logo, em Marketing não se investe. Segundo porque o mundo do hardware é tão mutável e volátil que do dia para a noite, tudo pode mudar. Terceiro porque a AMD já teve em suas ações recentes de marketing, certas afirmações que não se confirmaram - aliás, não só da AMD que podemos falar, né GTX 970 de "4"GB - mas de todo modo, sempre é bom cogitarmos o futuro.



#PC